Maçons, amigos da humanidade
  • 18 abr 2019

Maçons, amigos da humanidade

Folheio por aqui o Boletim Oficial do Grande Oriente de São Paulo de março de 1953 e deparo com as seguintes palavras: “Sem a base, não há estabilidade para o edifício. Se o fundamento é frágil, está a construção de ruir a qualquer iminência”. Escolhi começar esta reflexão trazendo esse trecho para celebrar as potentes vitórias que temos colhido em nosso Oriente Bandeirante. As obras do nosso novo Palácio Maçônico seguem em ritmo próspero, a relação entre os Três Poderes permanece harmoniosa, as Grandes Secretarias cumprem com zelo suas agendas e os trabalhos nas Lojas ocorrem em clima assíduo de fraternidade. Lembro a frase dita certa vez por nosso saudoso Irmão e grande poeta Dário Veloso: “Sem harmonia, não há solidariedade; sem afinidade, não há harmonia”.

Quero ressaltar a enorme importância das Lojas novas que estão se juntando às fileiras do GOSP. Nosso valoroso Irmão e grande brasileiro que foi em vida, Rui Barbosa, definiu certa vez os Maçons como “amigos da humanidade”. Pois é isso que procuramos ser a todo tempo aqui no Grande Oriente de São Paulo, meus Irmãos: amigos da humanidade. E as Lojas, tanto as que já estão conosco há um bom tempo quanto as que se juntaram a nós há pouco, são uma miniatura do Universo por representar, ritualística e administrativamente, a essência da Ordem.  É no interior da Loja que o Obreiro pode congregar vontades, ativar inteligências e potencialidades e construir pontes para seu aperfeiçoamento como cidadão.

A Maçonaria é uma escola mútua que propõe e incita o Irmão a viver uma vida com honra, praticar a justiça, amar o próximo e trabalhar sem cessar para a felicidade dos homens por sua emancipação pacífica e progressiva. É essa aliança de corações e espíritos puros e desinteressados que tenho seguido para avançar, com o companheirismo dos Irmãos e fé absoluta no GADU, com a certeza de que estamos construindo um Grande Oriente que nos levará à construção de grandes obras e grandes homens. Que as novas Lojas do GOSP se tornem reduto inviolável dos eternos e inegociáveis princípios da liberdade, igualdade e fraternidade.