NOTA DE ESCLARECIMENTO ÀS LOJAS FILIADAS AO GOSP E DE REPÚDIO AO GOB E GOB-SP
  • 07 fev 2019

NOTA DE ESCLARECIMENTO ÀS LOJAS FILIADAS AO GOSP E DE REPÚDIO AO GOB E GOB-SP

O Grande Oriente do Brasil-SP, mais uma vez, busca criar situações inexistentes e, acima de tudo, ilegais contra Irmãos filiados ao Grande Oriente de São Paulo (GOSP). Em seu último Boletim publicado no dia 06 de fevereiro de 2019, o GOB-SP, através de seu Secretário Estadual de Relações Internas, Ruberval Ramos Castello, faz publicações de editais de suspensão de direitos maçônicos e de exclusão do quadro de associados do GOB-SP de milhares de irmãos. O Grande Oriente de São Paulo (Gosp) repudia tais atos pelas razões abaixo expostas.

Registre-se que o GOSP não é mais Federado ao Grande Oriente do Brasil (GOB), Poder Central, desde 15 de setembro de 2018 e muito menos está sob o jugo administrativo e punitivo do GOB-SP. Eivado de ilegalidade e sem qualquer valor jurídico, tais editais publicados ao arrepio da Legislação Civil pátria e, inclusive maçônica, não merecem qualquer outras considerações, exceto nosso repúdio. Tal atitude demonstra que o GOB-SP, mais uma vez, entre tantas outras, em sinal de puro desespero, tenta criar situações que visam apenas tumultuar a liberdade e independência decretada pelo GOSP em relação ao GOB.

O Grande Oriente de São Paulo informa e esclarece aos irmãos e Lojas que tais editais não têm qualquer valor, são peças que merecem as prateleiras empoeiradas do GOB e nenhum irmão Gospiano ou loja filiada ao GOSP têm necessidade ou obrigação de atender referidos editais.

Todas as medidas necessárias para restabelecer a ordem, a lei e o cumprimento das decisões judiciais impostas pelo Tribunal de Justiça de São Paulo contra o GOB e GOB-SP, em liminares em vigor, que impedem o GOB e o GOB-SP de intervir administrativamente ou financeiramente contra o GOSP, seus dirigentes, lojas e irmãos, serão tomadas por nosso corpo jurídico.

Essa é, infelizmente, mais uma atitude antimaçônica adotada pelo GOB e GOB-SP que, refrisamos, não coaduna com os princípios maçônicos e nem legais, além de descumprir ordem judicial ao esboçar agir contra Lojas e irmãos do GOSP, aos quais não tem qualquer poder maçônico ou civil.

Nenhum obreiro ou Loja do Grande Oriente de São Paulo têm obrigação de prestar qualquer informação ou manifestação de desejo ao GOB ou GOB-SP, porque o GOSP não faz parte dessa Federação denominada GOB e nem da recém-criada potência chamada GOB-SP.

 

Grande Secretaria Estadual de Comunicação e Imprensa do Grande Oriente de São Paulo – GOSP