Estejamos abertos para a evolução!

Publicada por Gosp

Publicada em 04/10/2022

Setembro é o mês que inicia a primavera e, enquanto as flores desabrocham, entramos num novo ciclo onde surgem novas formas de aprender, crescer e melhorar. Como maçons, é nosso dever buscar sempre o progresso, pessoal e coletivo, o que significa estar aberto a perspectivas e novidades. Ao entrarmos em uma nova temporada, devemos nos lembrar de rejeitar a mentalidade fixa, que nos mantém presos às mesmas opiniões, padrões e hábitos.

Uma das melhores partes da vida é a chance de evolução constante; saber que somos capazes de expandir nossas mentes e corações, para nos tornarmos mais empáticos e acessíveis. Esse comportamento, no entanto, deve abranger todas as esferas de nossa existência, seja a vida familiar, profissional ou maçônica, em cada comunidade que participamos devemos aplicar a filosofia do progresso.

Estar aberto à mudança, permitindo o florescimento de uma versão otimizada de si mesmo, implica um certo nível de aceitação e consciência sobre a possibilidade de que a mudança seja necessária em uma variedade de situações e cenários. Após a consciência de tal necessidade, a intenção torna-se um passo essencial para o crescimento de um indivíduo, ou seja, estar disposto a nutrir o apetite ou o impulso para realizar qualquer mudança significativa que o aproxime do seu eu superior.

Embora a mudança possa ser feita de forma drástica, sempre podemos começar com pequenas ações, por exemplo: fazer algo para melhorar a saúde, como exercícios diários; ou para melhorar a sociedade, como atos solidários. O importante é querer adotar novas condutas que reflitam positivamente em todos os aspectos de nossas vidas e daqueles que nos cercam.

A analogia com a primavera, simboliza permitir-nos ser como as flores, que depois de um inverno rigoroso ousam desabrochar mais uma vez, expondo cores vibrantes e frescor a cada ambiente. Na Maçonaria, aprendemos que adquirir sabedoria e ter discernimento espiritual é fundamental: traços que vêm com a vontade de viver a vida em sua plenitude.

Portanto, para este novo ciclo, que sejamos guiados pelo impulso de evoluir, de nos tornarmos maiores do que ontem e de motivar aqueles que mais significam em nossas vidas a fazerem o mesmo. Com o apoio sempre atento do Grande Arquiteto do Universo e de nossa família maçônica, trilharemos estes últimos meses de 2022 com passos revigorantes.