Perspectiva sobre o que ainda está por vir

Publicada por Gosp

Publicada em 03/11/2022

À medida que terminamos novembro, o futuro se aproxima, e os pensamentos sobre o ano de 2023, expectativas e desejos, crescem. Não sabemos o que nos reserva o final do ano, muito menos os próximos 365 dias que estão sendo preparados pelo Grande Arquiteto do Universo, mas sabemos que enquanto este ano ainda não acabou podemos trabalhar para garantir que começaremos no próximo capítulo como seres humanos mais evoluídos.

Que os últimos dias deste ano sirvam como um período de autorreflexão e conhecimento, que possamos olhar mais para nós mesmos e corrigir nossas falhas ao invés de apontar o dedo para julgar os erros dos outros. Que sejamos mais empáticos, com os outros, mas também com nós mesmos, o amor-próprio é essencial para a inteligência emocional e o crescimento. Que sejamos solidários com nossos corações, querendo ajudar aqueles que são vulneráveis ​​não por gratificação própria, mas por um bem maior.

Nunca é cedo ou tarde demais para mudar hábitos ou adquirir novos, então vamos olhar para as nossas rotinas, analisar o que está servindo aos nossos propósitos e o que pode ser descartado de nossas vidas. Estejamos atentos ao que consumimos, pois define muito quem somos, desde a comida que comemos, até as palavras que falamos, a escolha deve ser sempre alimentar nossas mentes e corpos com o que é edificante.

Devemos pensar também sobre o que colocamos no mundo, escolhendo cuidadosamente palavras e ações, pois elas podem ser um catalisador de circunstâncias positivas ou o gatilho de circunstâncias negativas. Devemos lembrar que vivemos em comunidades dentro de uma sociedade, então nossas atitudes afetam os outros, nosso objetivo deve ser lutar para nunca ferir, mas sim ser agentes de cura, da maneira que for possível.

Se nos esforçarmos para sermos cada dia melhor, o futuro não deve ser uma grande preocupação, pois os problemas e felicidades sempre existirão nas estações da vida, nossas reações a esses momentos são o que define se a vida será boa ou não., e quando trabalhamos em nós mesmos e temos a intenção de progredir, os desafios se tornam mais fáceis de superar, assim como os dias calmos se tornam mais doces.

Que possamos viver este último mês com intenção, foco e o desejo inabalável de crescer. Esta é a perspectiva que oferecemos para reflexão de todos, com a esperança de que ela seja adotada pelos Irmãos!