Luzes 59ªED. Palavra do Grão-Mestrado

Leia agora a Palavra do Grão-Mestrado na edição 59ª da Revista Luzes.

Publicada por Gosp

Publicada em 11/01/2022

Estamos terminando mais um ano – ano difícil - ainda sob uma pandemia. Como Maçons devemos nos equilibrar entre a percepção da realidade e a busca das nossas utopias: um mundo onde a liberdade, a igualdade e a fraternidade sejam não só um ideal, mas uma realização de toda espécie humana. Sugerimos, então, que reflitamos sobre o simbolismo das festas natalinas. 

Independentemente da crença que cada um exerce em seu íntimo, a comemoração do nascimento de Jesus transcende os liames da história e fortalece lições que atravessam incólumes os séculos: amor, compaixão, compreensão, entrega, sacrifício e perdão. O Grande Oriente de São Paulo continuamente é golpeado de maneira vil e torpe por inescrupulosos e contumazes mentirosos, os quais não medem esforços – como as vivandeiras dos bivaques – a tecer sua maledicência em teias que esmorecem ao simples toque da razão. A cada um que se vende por trinta moedas, iniciamos ou regularizamos dois que confirmam com seriedade seus compromissos maçônicos. 

Nossa centenária e primaz potência da maçonaria paulista responde a tais ataques com mais trabalho, com profunda autonomia às Lojas, com a compreensão que aos raivosos nos compete a tolerância e com o fraterno perdão. Jamais seremos lenientes na defesa da nossa história, mas nem por isso utilizaremos as armas dos nossos detratores. E assim agimos, pois, aprendemos desde nossa Iniciação à Sublime Maçonaria.  

No próximo ano teremos nosso Jantar de Gala do Centenário, a inauguração da Nova Sede, a codificação de um novo Estatuto que mais ainda nos aproximará da maçonaria que abomina o excesso de burocracia e repudia o compadrio do “aos amigos tudo, aos inimigos a lei”. Teremos novidades, mas, acima de tudo, manteremos a política de absoluta transparência, de respeito aos dedicados Irmãos que através do sincero e dedicado trabalho altruísta, honram nossos seríssimos compromissos com a sociedade. 

Nossa maneira de praticar a Arte Real é com amor e fraternidade, não com rancor - a Maçonaria exige responsabilidade, mas ao maçom não é devido o ódio. Que todos os Irmãos Gospianos e nossas famílias tenhamos um Natal repleto de significado, saúde e alegria para fazermos de 2022 o melhor ano de nossas existências. Boas Festas!