Mês de combate a Hepatite Viral

Doença afeta uma média 400 milhões de pessoas em todo mundo

Publicada por Gosp

Publicada em 11/08/2022

Em julho o Instituto Brasileiro de Estudos do Fígado (IBRAFIG), promove a campanha anual e nacional “Julho Amarelo“. Com o lema “Não Vamos Deixar Ninguém Para Trás”, o movimento busca conscientizar a população, divulgar informações e mobilizar ações sobre a importância da prevenção contra as hepatites virais.

A hepatite viral é uma infecção que causa inflamação e danos ao fígado. Existem vários tipos de hepatite, classificadas como: hepatite A, B, C, D e E. Alguns tipos podem ser curados sem que resultem em problemas mais graves, enquanto outros são crônicos e causam cirrose, insuficiência hepática e, em alguns casos, câncer de fígado.

Os vírus da hepatite A e E geralmente causam infecções agudas, enquanto os vírus da hepatite B, C e D podem causar infecções agudas e crônicas. No Brasil as hepatites virais mais comuns são as B e C, transmitidas pelo contato com o sangue de uma pessoa infectada. 

A hepatite B também é transmitida através do contato com outros fluidos corporais, que pode ocorrer de várias maneiras, incluindo o compartilhamento de agulhas de drogas ou relações sexuais desprotegidas. 

Já a hepatite C é transmitida quando o sangue de uma pessoa infectada com o vírus da hepatite C, mesmo em quantidades microscópicas, entra no corpo de alguém que não está infectado. Além disso, 5% a 25% das pessoas com hepatite C crônica desenvolvem cirrose em 10 a 20 anos, e as  taxa de mortalidade são comparáveis às do HIV e da tuberculose.

Embora cada hepatite possa causar sintomas semelhantes, elas se espalham e afetam o fígado de maneira diferente.

Sintomas da hepatite B:

  • Febre

  • Fadiga

  • Perda de apetite

  • Náusea

  • Vômito

  • Dor abdominal

  • Urina escura

  • Movimentos intestinais cor de barro

  • Dor nas articulações

  • Icterícia (cor amarela na pele ou nos olhos)

Sintomas Hepatite C:

  • Sangrar com facilidade

  • Contusão

  • Fadiga

  • Perda de apetite

  • Descoloração amarela da pele e dos olhos (icterícia)

  • Urina de cor escura

  • Comichão na pele

  • Acúmulo de líquido no abdômen (ascite)

  • Inchaço nas pernas

  • Perda de peso

  • Confusão, sonolência e fala arrastada (encefalopatia hepática)

  • Vasos sanguíneos semelhantes a aranhas em sua pele (angiomas de aranha)

 

Como as hepatites B e C são transmitidas por fluidos corporais, as estratégias de prevenção mais importantes são: usar preservativos durante relações sexuais, evitar o compartilhamento de itens pessoais e sempre esterilizar objetos perfurantes. Outro método importante de prevenção é o teste de detecção rápida e a vacinação contra a infecção, ambos podem ser realizados gratuitamente pelo SUS.